Acessos: 966866
Você Sabia?
 
Mês:
01 - 02 - 03 - 04 - 05
06 - 07 - 08 - 09 - 10
11 - 12 - 13 - 14 - 15
16 - 17 - 18 - 19 - 20
21 - 22 - 23 - 24 - 25
26 - 27 - 28 - 29 - 30
31

VOCÊ SABIA...que, no dia 23 de janeiro de 1897, nasceu em São João da Boa Vista-SP o médico-cirurgião e político WALDEMAR BARNSLEY PESSOA? . Filho de Leonel Pessoa de Vasconcelos e Ana Barnsley Pessoa. Iniciou seus primeiros estudos em sua terra natal, mas com a mudança da família para a São Paulo, concluiu sua formação na capital paulista, onde realizou os cursos primário e ginasial, ambos no Colégio Anglo-Brasileiro. Depois de concluir seus estudos fundamentais, ingressou na Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, no ano de 1917, tendo sido Presidente do Centro Acadêmico “Oswaldo Cruz”. Após sua formatura, em 1922, dirigiu-se para Vargem Grande do Sul, onde iniciou suas atividades profissionais,  mudando-se, ao depois,  para Casa Branca. No dia 6 de abril de 1927 embarcou para a Europa em viagem de estudos, onde permaneceu por dois anos na França e, mais demoradamente, na Alemanha, especializando-se em cirurgia. Ao retornar ao Brasil no dia 28 de dezembro de 1929, em Ribeirão Preto, casou-se com Aracy Musa Pessoa, que conhecera em Casa Branca, quando ela ali estagiava na famosa Escola Normal. E fixou-se na cidade de São José do Rio Pardo, onde foi Cirurgião-Chefe no modelar Hospital São Vicente, tendo fundado um moderno Centro Cirúrgico na região. No ano de 1932, durante a Revolução Constitucionalista, foi o Capitão Médico das forças revolucionárias do Setor, sob a chefia do Comandante Romão Gomes. Em 1934, uma comissão de diretores da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Ribeirão Preto, compareceu à cidade de São José do Rio Pardo a fim de convidá-lo a dirigir, como Diretor Clínico, o Hospital Imaculada Conceição. Logo passou a destacar-se por sua grande habilidade como cirurgião e pelo brilhante papel que passou a desempenhar como Diretor Clínico. Guiado por mão firme e capaz o Hospital prosperou, passando a constar com um corpo clínico cuja fama ultrapassava os limites do município e do Estado. No entanto, desentendeu-se com a Diretoria Administrativa do Hospital e, por esta razão, demitiu-se do cargo de Diretor Clínico, sendo sua saída acompanhada por todos os médicos, em número de dezoito. Surgiu, então, a idéia da construção de um novo hospital moderno. Nasceu naquele momento o Hospital São Francisco, cujo nome foi uma homenagem à Francisco Maximiano Junqueira, o Cel. Quito, e que logo passou a contar com a colaboração de grande parte dos médicos do local. No dia 16 de novembro de 1942, com a presença de representativas figuras da sociedade ribeirão-pretana, e com a benção de Dom Manoel da Silveira D’Elboux, Bispo Diocesano, foi lançada a pedra fundamental do Hospital São Francisco que logo seria inaugurado passando a constituir um dos mais importantes hospitais do interior paulista. O advogado Camillo de Mattos foi quem aproximou o Dr. Waldemar Pessoa do casal Quito e Sinhá Junqueira,  dos quais tornou médico pessoal, tendo sido criado, ainda,  um laço de amizade que resultou benefício para a  população de Ribeirão Preto, destacando-se: a Maternidade Sinhá Junqueira, destinada a amparar gestantes desvalidas; o Educandário Quito Junqueira, para abrigar, educar e encaminhar centenas de menores necessitados; a Biblioteca Altino Arantes, para proporcionar os livros necessários à formação intelectual dos jovens; etc; sendo tudo mantido pela Fundação Sinhá Junqueira. No final da década de 1940 a cidade de Ribeirão Preto viveu um movimento de reivindicações e várias pessoas passaram a se empenhara para que cidade ostentasse uma Faculdade de Medicina. Dr. Waldemar Pessoa, ao lado de ilustres personagens da história ribeirão-pretana com Paulo Gomes Romeo, Joel Carneiro, Geraldo de Camargo e Antonio Alves Passig, entre outros, reuniam-se frequentemente no Centro Médico e uma histórica sessão ocorreu no dia 15 de fevereiro de 1951. Em nome da Fundação Sinhá Junqueira, ele adiantou que a instituição cooperaria cedendo à Faculdade seu hospital ainda em construção. No dia 1º de outubro daquele ano foi criada uma comissão para instalação da instituição, constituída por duas subdivisões: Executiva – presidida pelo Dr. Zeferino Vaz; e Consultiva – na qual o Dr. Waldemar Pessoa era um dos membros de maior destaque. No dia 17 de maio de 1952 no Cine São Jorge, de Ribeirão Preto, o então Governador do Estado de São Paulo, Dr. Lucas Nogueira Garcez, oficialmente inaugurou a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo. Não satisfeito com suas numerosas e importantes contribuições para Ribeirão Preto, fez-se eleger Deputado Federal, pelo PSB, em 1958, para, desta forma, melhor servir também à região. Ganhou o título de Cidadão Ribeirão-pretano. Foi  membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões,  vice-presidente da Associação Paulista de Medicina; presidente da Associação “Fundos de Pesquisas Médicas”; vice e presidente da Fundação Sinhá Junqueira; presidente do Educandário Coronel Quito Junqueira; presidente da maternidade Sinhá Junqueira; vice-presidente da Fundação “Biblioteca Cultural de Ribeirão Preto”; presidente do Hospital São Francisco; conselheiro da Fundação Arnaldo Pinto; membro da Associação de Rádio e Imprensa; sócio benemérito da Escola para Cegos “Helen Keller”, e presidente honorário da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto. Do consórcio com D. Aracy Musa Pessoa, teve os filhos: João Paulo, Ana Amélia e Regina Helena. Faleceu em Ribeirão Preto, SP, em 7/4/1980, aos 83 anos de idade. Em sua homenagem foi constituída, em 1987, a Fundação Waldemar Barnsley Pessoa, que tem como objetivos o fomento à implantação de estratégias previstas nas políticas públicas de saúde, educação e assistência social, bem como à pesquisa na área da saúde. É sediada na cidade de Ribeirão Preto – SP e seus recursos financeiros são oriundos do resultado gerado pela operadora de planos de saúde São Francisco Clínicas.

VEJA VÍDEO SOBRE O DR WALDEMAR BARNSLEY PESSOA, GRAVADO EM 1943.

https://www.youtube.com/watch?v=IndQUx33Ons