Acessos: 881808
Você Sabia?
 
Mês:
01 - 02 - 03 - 04 - 05
06 - 07 - 08 - 09 - 10
11 - 12 - 13 - 14 - 15
16 - 17 - 18 - 19 - 20
21 - 22 - 23 - 24 - 25
26 - 27 - 28 - 29 - 30
31

VOCÊ SABIA... que, no dia 21 de julho de 1.981, foi registrada a menor temperatura em Ribeirão Preto?  Os termômetros da Fazenda Experimental marcaram inimagináveis -1,2ºC. A partir de 1965, o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, passou a fazer as medições de temperatura em várias estações meteorológicas no estado de São Paulo. Aqui, em Ribeirão Preto,   os seus termômetros estão localizados na Fazenda Experimental, hoje denominada Agência Paulista de Tecnologia de Agronegócios - APTA, que engloba o Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio da Cana – IAC/APTA e o Polo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Centro Leste. É   onde anualmente realiza-se a AGRISHOW.   Ainda a propósito do que aconteceu em 1.981, apurou o INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, órgão federal,  ter ocorrido, em todo o sul do país, fortes geadas. A área afetada por temperaturas abaixo de Zero Grau deslocou-se do Paraná, às 21 horas ( dia 20), em direção a São Paulo, que foi atingido às 3 horas. Notou-se também a expansão abrupta da área de subcongelamento entre 3,00 e 5,00 horas e a ocorrência de temperaturas cada vez mais baixas até 6,30 horas, no sul de Mato Grosso e em Minas Gerais. Constatou o INPE que a geada foi muito mais severa em São Paulo do que no Paraná, tendo sido o norte de São Paulo, principalmente a região de Ribeirão Preto aquela que foi mais afetada. A diferença desta  grande queda de temperatura, com geada, daquela que foi considerada a "Grande Geada de 1.918"é que, na região, já não havia mais pés de café para queimar. Normalmente, o  clima de Ribeirão Preto é tropical, com diminuição de chuvas no inverno e temperatura média anual de 23,2°C, tendo invernos secos e amenos (raramente faz frio, e quando isso acontece, só excepcionalmente de forma demasiada) e verões chuvosos com temperaturas moderadamente altas. Os meses mais quentes, de outubro a fevereiro, contam com temperatura média de 25,0°C, sendo a média máxima de 30,0°C e a mínima de 20,0°C. E o mês mais frio, junho, com média de 19,5°C, sendo 26,0°C e 13,0°C as médias máxima e mínima, respectivamente. Outono e primavera são estações de transição. A precipitação média anual é de 1.422,5 mm, sendo julho o mês mais seco, quando ocorrem apenas 20,9 mm. Em janeiro, o mês mais chuvoso, a média fica em 265,0 mm. Nos últimos anos, entretanto, os dias quentes e secos durante o inverno têm sido cada vez mais frequentes, não raro ultrapassando a marca dos 30°C, especialmente entre julho e setembro. Durante a época das secas e em longos veranicos em pleno período chuvoso também são comuns registros de queimadas em matagais, tanto na zona urbana quanto na zona rural do município, o que contribui com o desmatamento e com o lançamento de poluentes na atmosfera, prejudicando ainda a qualidade do ar.