Acessos: 853349
Você Sabia?
 
Mês:
01 - 02 - 03 - 04 - 05
06 - 07 - 08 - 09 - 10
11 - 12 - 13 - 14 - 15
16 - 17 - 18 - 19 - 20
21 - 22 - 23 - 24 - 25
26 - 27 - 28 - 29 - 30
31

VOCÊ SABIA...que, no dia 29 de maio de 1.998, foi extinta a FEPASA (Ferrovia Paulista S.A.), sucessora da Cia. Mogiana ? A data é uma boa oportunidade para  abordar qual foi a repercussão desse fato em Ribeirão Preto. Com efeito, nessa data,  Assembléia Geral Extraordinária da companhia, cuja maioria das ações era do estado de São Paulo,  autorizou a incorporação à RFFSA (Rede Ferroviária Federal).  A origem de FEPASA, ou seja, a unificação das ferrovias do estado de São Paulo, fora iniciada  durante o govêrno Abreu Sodré e a consolidada no governo de Laudo Natel, em 1.971. com a incorporação à FEPASA do acervo total da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, da Estrada de Ferro Araraquara S.A., Estrada de Ferro Sorocabana S.A. e Estrada de Ferro São Paulo e Minas. As quatro companhias foram declaradas extintas e tiveram incorporados os seus respectivos acervos à FEPASA.  Com a consequente incorporação à Rede Ferroviária Federal, o trecho correspondente a malha ferroviária da antiga Ferrovia Paulista S.A., passou a se chamar de Malha Paulista.Com o leilão de concessão da Malha Paulista, ocorrido no dia 10 de novembro de 1998, na Bolsa de Valores de São Paulo, foi vencedor o consórcio ligado à FERROBAN - Ferrovias Bandeirantes S.A., concessão essa por um período de 20 anos renováveis em igual prazo, a partir de 01 de janeiro de 1999, quando assumiu o controle do trecho paulista. Com o tempo, a FERROBAN teve seu controle indireto assumido pela América Latina Logística, em vista da operação de incorporação de ações da holding Brasil Ferrovias à ALL. Atualmente, a parte relativa à antiga estrada de ferro Mogiana pertence à Ferrovia Centro Atlântica, mais conhecida como FCA, que  é uma empresa privada pertencente a VALE, criada no dia 1º de setembro de 1996  e que assumiu, além de outras pelo Brasil, a parte da extinta Fepasa, que inicialmente era da MOGIANA. Portanto,  a ferrovia que serve Ribeirão Preto começou com o nome de  Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, em 23 de novembro de 1.883. De 1.971 a 1.998, a ferrovia passou a chamar-se FEPASA. Por um breve tempo passou para a REDE FERROVIÁRIA FEDERAL  e depois foi privatizada, com o nome de FERROBAN, que, no presente, foi incorporada pela FERROVIA CENTRAL ATLÂNTICA (FCA). Ainda a propósito da FEPASA, aqui em Ribeirão, no dia 1º de novembro de 1.976, quando foi aberto ao público o TERMINAL RODOVIÁRIO DE RIBEIRÃO PRETO fora ele construído na área que pertencia à FEPASA S/A. Foi por essa razão que a parte abrangendo o saguão de entrada, as bilheterias, a salas de espera, pátios de manobras e os terminais de embarque, com área equivalente a 36% do total, lhe ficou pertencendo . E a outra, correspondente a 64% do total referente à parte comercial. foi vendida pela Construtora Balbo a investidores e comerciantes.Com a  incorporação da Fepasa pela Rede Ferroviária Federal, aquela área equivalente a 36% do Condomínio foi, em dezembro de 2.000, adquirida pela SOCICAN, através de Leilão Oficial da Caixa Econômica Federal.